Mapa do siteContactosPesquisaLinks

Laboratório 4

As perguntas andam no ar... 

Talvez não saibas, mas o efeito de estufa é um fenómeno natural. Sem ele, a temperatura média do planeta não seria de 15ºC, mas 33ºC inferior à existente, ou seja apenas – 18 ºC!

Na atmosfera sempre existiram gases com efeito de estufa, como o vapor de água (H2O), o dióxido de carbono (CO2), o metano (CH4) ou o óxido nitroso (N2O). A grande mudança é que a quantidade destes gases na atmosfera aumentou brutalmente de há 200 anos para cá, quando começou a chamada Revolução Industrial e, com ela, as fábricas, os transportes e a produção de electricidade em grande escala.

Os gases com efeito de estufa têm a capacidade de absorver o calor do sol, impedindo que grande parte se “escape” para o espaço. Se estes gases não estivessem na sua percentagem natural, teríamos um planeta gelado. No entanto, com gases a mais, uma quantidade anormal de calor fica retido, provocando o aquecimento global do planeta e todas as alterações climáticas daí decorrentes.

Tudo isto para dizer que o efeito de estufa é, naturalmente, um fenómeno benéfico para as condições de vida no planeta, tal como hoje o conhecemos. No entanto, e devido à actividade humana, este facto está “ampliado” pelas quantidades anormalmente grandes de gases com efeito de estufa que existem na atmosfera.

Nesta experiência propomos que observes como a Terra é capaz de aprisionar o calor devido à sua atmosfera.




Investiga:
Como funciona o efeito de estufa?
(Procura uma imagem que explique ao detalhe).
Como podemos reduzir a emissão dos gases com efeito de estufa para a atmosfera?




Experimentar não custa…

 
Material
- Caixa de cartão;
- Copo com água;
- Termómetro;
- Película plástica transparente (usada para embrulhar sandes);
- Papel de alumínio;
- Fita-cola;
... e um dia de sol.
Se não tiveres estes materiais, improvisa com outros!
 
Acção!
Corta a caixa de cartão, como indicado na figura.
Forra o interior da caixa com papel de alumínio.
Enche o copo com água e mede a temperatura (anota).
Coloca o copo dentro da caixa e cobre-a com filme de plástico transparente. Põe a caixa ao sol.
Espera 15/20 minutos e observa de novo a temperatura da água.
 
 


Tira conclusões:
- O que aconteceu?
- Qual o percurso seguido pelos raios de sol?
- De que maneira esta caixa reproduz o que se passa na atmosfera e na superfície terrestre?

Algumas pistas:
Os raios de sol atravessam a película transparente e são reflectidos pelo papel de alumínio. Da mesma maneira, os raios solares atravessam a atmosfera e uma parte é reflectida pelos oceanos e continentes (o chamado efeito albedo). Da parte que é reflectida, há uma percentagem que fica retida pela película de plástico que a impede de sair para fora da caixa. De igual forma, o CO2 e outros gases com efeito de estufa que existem na atmosfera impedem o calor de se escapar para o espaço.
Voltando à nossa caixa: o calor volta para trás, regressa ao interior da caixa e aquece a água do copo.
A película de plástico funciona como os gases com efeito de estufa.

Se o tema te interessa…
Tenta responder às perguntas:
Quais são os chamados gases com efeito de estufa?

Como tem evoluído a sua percentagem na atmosfera?
Qual a relação entre o aumento da sua concentração e a subida da temperatura do planeta?
Quantos graus já subiu a temperatura média da Terra?

Há muita informação na Internet sobre estes assunto.
Procura sites credíveis e investiga!


Filma ou fotografa as tuas experiências. Envia-nos as imagens e as conclusões mais importantes a que chegaste.
Créditos da experiência : Fundação Polar Internacional (educapoles.org)