Mapa do siteContactosPesquisaLinks

APRESENTAÇÃO



Apresentação
Edições anteriores
Mensagem UNESCO
Mensagem Ministério da Educação


Apresentação
Ideias que Mudam o Mundo” (IQMM) é um projecto educativo da Bayer para a valorização da Ciência e da Tecnologia, que conta com o apoio institucional do Ministério da Educação e da Comissão Nacional da UNESCO.
Desde a sua 1.ª edição, no ano lectivo 2005-2006, o projecto tem procurado ajudar os alunos a compreender o papel da Ciência e da Tecnologia no seu quotidiano, sensibilizando-os em simultâneo para a importância destas duas áreas na resolução dos problemas centrais da actualidade.

Eis os principais objectivos desta iniciativa:
- Despertar o interesse dos jovens pelas questões da actualidade científica.
- Contribuir para um maior interesse pelas disciplinas científicas e tecnológicas e para
a dinamização dos conhecimentos.
- Incentivar o sentido crítico para a identificação de problemas que possam ser resolvidos
por intermédio das ciências e suas aplicações.
- Promover a interdisciplinaridade – entre as diferentes áreas científicas e entre todas as áreas
do saber.
- Criar uma comunidade de alunos, professores e cientistas criativa, interessada e empenhada
na melhoria do mundo.

O projecto tem editado um conjunto de materiais pedagógicos para professores e alunos, no sentido de fornecer algumas ferramentas de apoio ao desenvolvimento de trabalhos. O site IQMM vem complementar esta edição e abrir uma nova porta – mais dinâmica e flexível – que permitirá a todos os participantes partilhar recursos e projectos com mais facilidade.
Voltar ao topo


Edições anteriores
DESAFIOS “IDEIAS QUE MUDAM O MUNDO”
Não cruzes os braços: Procura soluções.
Acontece com frequência, perante um problema concreto, cruzarmos os braços e esperarmos que alguém o resolva…
Felizmente não é isso que fazem os cientistas e os engenheiros das mais diferentes áreas que, todos os dias, nos quatro cantos do mundo, arregaçam as mangas e põem a cabeça a trabalhar.
É exactamente esse o espírito do DESAFIO “Ideias que Mudam o Mundo” que, todos os anos, tem apelado à criatividade e engenho dos alunos, desafiando-os a procurar respostas para problemas da actualidade, sempre com base na Ciência e na Tecnologia.

DESAFIO 2005/2006: “Como será a cidade modelo do futuro?”
Em 2005-2006, os alunos do 2.º e 3.º Ciclos projectaram modelos de cidade do futuro, compatibilizando qualidade de vida com preservação ambiental.
As equipas debruçaram-se sobre questões concretas com as habitações, os transportes, a alimentação, o abastecimento de água e energia, o tratamento de resíduos, entre outras.

Vencedores: Duarte Folgado, Frederico Coelho, Gonçalo Paias, Ricardo Correia e Tiago Bastos, alunos do 8º ano do Colégio Militar, em Lisboa.
Descrição do trabalho: Os alunos vencedores criaram um jornal diário do futuro – “Fututopia”, lançado a 1 de Janeiro de 2183. Este jornal apresenta uma previsão do quotidiano que vai chegar dentro de 177 anos.

DESAFIO 2006/2007: “Cidades Sustentáveis: soluções procuram-se!”
Em 2006-2007, e por ser considerado mais complexo, o desafio dirigiu-se apenas ao 3.º Ciclo. Os alunos foram desafiados a repensar as cidades, construindo novos modelos sustentáveis para as mesmas.

Vencedores: Grupo de alunos do 8.ºano do Externato Marista de Lisboa
Descrição do trabalho: os alunos construíram um jogo com uma mecânica próxima do Jogo da Glória, em que os jogadores são confrontados com problemas e têm de responder com soluções.
Voltar ao topo

 

Mensagem UNESCO
Nesta 3ª edição do Projecto Educativo “Ideias que mudam o Mundo!” é com prazer que a Comissão Nacional da UNESCO se associa uma vez mais a uma iniciativa que destaca o valor dos jovens na área da ciência e da investigação e que permite o continuo aparecimento de novas vocações científicas entre os jovens.

Também a UNESCO procura levar a Ciência e a Tecnologia aos mais jovens. De facto, a Organização apoia os seus Estados-membros na promoção de capacidades científicas e na formação de estudantes, especialmente os oriundos de países em desenvolvimento, de forma a que estes mesmos jovens venham a ajudar os seus países de origem a promover políticas de ciências e tecnologias adequadas, e a contribuir para o desenvolvimento global e o bem-estar das suas populações.

O Programa das Ciências Exactas e Naturais da UNESCO, através de programas de formação e programas destinados à divulgação de oportunidades no campo da ciência e da tecnologia, pretende melhorar a formação universitária no ensino das ciências, e diversos meios têm sido aplicados para este fim: concessão de bolsas de estudo ou de investigação e atribuição de prémios que têm permitido reforçar e tornar acessível a ciência em proveito dos jovens.

O Projecto “Ideias que mudam o Mundo!” constitui, sem dúvida, um forte incentivo à divulgação da Ciência e da Tecnologia junto dos jovens e certamente contribui para o desenvolvimento da nossa sociedade ao apostar nos mais jovens como um dos pilares fundamentais do desenvolvimento sustentável.

Fernando Andresen Guimarães
Presidente da Comissão Nacional da UNESCO

Voltar ao topo

Mensagem Ministério da Educação

“Ideias que Mudam o Mundo” é um projecto de inquestionável interesse educativo, em perfeita consonância com aqueles que são os grandes princípios de educação científica actual.

Este projecto educativo, ao se centrar em questões técnico-científicas que apaixonam e dividem a sociedade actual, com implicações éticas, sociais, na saúde e qualidade de vida das pessoas, vai ao encontro dos princípios que norteiam os actuais programas de ciências em Portugal. Tal como estes, permite uma abordagem integrada e contextualizada da Ciência, preconizando o desenvolvimento de competências essenciais para o exercício de uma cidadania esclarecida e promotora de um desenvolvimento que se pretende sustentado.

Também a importância dada por este projecto à vertente experimental assume particular pertinência no âmbito do ensino das ciências actual, onde se privilegia o ensino prático/experimental, numa perspectiva de integração entre os domínios conceptual e processual, valorizando-se, desta forma, os produtos e os processos da ciência.

DGIDC / Ministério da Educação

A Directora de Serviços
Luísa Ucha

Voltar ao topo